quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

"Memória de minhas P**** tristes"


Sinopse:
No ano em que completa os seus noventa anos, o autor-narrador destas memórias decide se presentear com uma noite de amor com uma adolescente virgem. E é assim, sem rodeios, que Gabriel García Márquez apresenta a história do velho jornalista que escolhe a luxúria para provar a si mesmo, e ao mundo, que ainda está vivo. 'Memória de Minhas Putas Tristes' desfia as lembranças de vida desse solitário personagem. Apresenta ao leitor as aventuras sexuais deste senhor, que vai viver cerca de cem anos de solidão embotado e embrutecido, escrevendo crônicas e resenhas maçantes para um jornal provinciano, dando aulas de gramática para alunos tão sem horizontes quanto ele, e, acima de tudo, perambulando de bordel em bordel, dormindo com mulheres descartáveis.

Acabadinho de enfardar!
Mais um para adiar a chegada do Alzheimer.
Quem me sugere o próximo?
(Preciso urgentemente de pretextos para adiar o estudo).

1 comentário:

  1. Também li e gostei bastante. Se gostares de Joanne Harris, recomendo todos a começar por "Chocolate", se gostas de outros estilo, José Rodrigues dos Santos. Se queres algo mais ligeirinho, Crónicas de uma morte anunciada, ou 100 anos de solidão :)

    ResponderEliminar

O que se diz por aí...