segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Felicidade

A felicidade não pertence aos que vivem melhor. A felicidade pertence aos que esquecem melhor (lembra-te sempre disso).

                                                                              Pedro Chagas Freitas, in "Prometo Falhar".

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Poema de Dezembro (um)

Cala-te, a luz arde entre os lábios,
e o amor não contempla, sempre
o amor procura, tacteia no escuro,
essa perna é tua?, esse braço?,
subo por ti de ramo em ramo,...
respiro rente à tua boca,
abre-se a alma à língua, morreria
agora se mo pedisses, dorme,
nunca o amor foi fácil, nunca,
também a terra morre.

Eugénio de Andrade

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

domingo, 16 de novembro de 2014

PECADOS

"Sou tão guloso como o mais guloso dos portugueses: tanto mais que, se calhar, somos a mesma pessoa."
 
(Miguel Esteves Cardoso)

sábado, 25 de outubro de 2014

Palavras caladas

"Há coisas que melhor se dizem calando."

                                                                          (Machado de Assis)

domingo, 7 de setembro de 2014

Ditos

Li hoje na Revista Sábado:

- "Eu não sou o meu tipo de homem"

(António Fagundes, actor, referindo-se a ele próprio)

Cada um sabe de si.
Eu cá sou o meu tipo de mulher!

 

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Setembro

Mar de Setembro


Tudo era claro:
céu, lábios, areias.
O mar estava perto,...

fremente de espumas.

Corpos ou ondas:
iam, vinham, iam,
dóceis, leves, só
alma e brancura.
Felizes, cantam;
serenos, dormem;
despertos, amam,
exaltam o silêncio.
Tudo era claro,
jovem, alado.
O mar estava perto,
puríssimo, doirado.


Eugénio de Andrade

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Viver.

" Viver é ter fome. Fome de tudo. De aventura e de amor, de sucesso e de comemoração de cada um dos dias que se podem partilhar com os outros. (...) A vida é um espaço e um tempo maravilhosos mas não se contenta com a contemplação. Ela exige reflexão. E exige soluções. (...) É ela que nos coloca as perguntas, cabendo-nos a nós encontrar as respostas. Mas nada disso é um jogo. A vida é a mais séria das coisas divertidas. "

Joaquim Pessoa.

Internet e relações

"No outro dia fiquei sem Internet e acabei por passar o dia com os meus pais…parecem boa gente."

                                                                                                                                      By NILTON

terça-feira, 5 de agosto de 2014

(FAKE) tatuagens

O mundo divide-se em 3 tipos de pessoas:


- as que têm tatuagens e as que não têm; e depois há eu que durante a adolescência guardei uma caixa de sapatos inteira com tatuagens de colar que saiam nos bolicaos e agora, depois dos 30, é que me deu para usá-las...Há dias, como hoje, em que quase que pareço a Merche Romero...

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Compras

Fui ao supermercado com o intuito e necessidade de comprar cebolas, cenouras, uma pá de lixo e de fazer uma cópia de uma chave.
À entrada do Centro Comercial, decido dar uma voltinha (rápida) pelos "Saldos"... Uma hora e meia depois, dirijo-me apressadamente para o carro, para ir buscar os miúdos à creche, inquieta para chegar a casa e devorar a primeira coisa comestível que me aparecesse pela frente. Compras? As "necessárias", nem vê-las, mas em compensação comprei uns corsários branquinhos (sexy) maravilhosos! (Há mais alguém assim?)


 

sábado, 12 de julho de 2014

LUA

Sugeriram-me há pouco que fosse ver a Lua - que estaria enorme, estando próxima da Terra.
Levei o meu mais velho - o do costume...

- Está grande, a Lua!
- Hummm... Tu disseste que a Lua estava bonita, mamã. Eu já vi luas dessas. Eu pensava que ela estava cor-de-rosa, ou de outra cor... ou metade de uma cor e metade de outra... Assim está igual...


Pois...

sexta-feira, 11 de julho de 2014

PÂNICO: começaram as perguntas difíceis?!

Ontem à noite fui deitar o puto de 3 anos e fiquei um bocadinho com ele à conversa na cama...
- Gosto muito de ti, filho.
- Eu sei mamã, foste tu que me fizeste.
- Sim, a mamã e o papá.

Ele fica muito calado e quieto, de sobrancelhas arqueadas...
- Mamã!?
- Sim, S.?

(Ó, Deus, o que é que ele me vai perguntar - ainda não estou preparada para dar esse tipo de respostas - direi "vagina", "pénis", "pilinha", "buraquinho", conto a história da Cegonha ?!...)

- Mamã, o que é que fizeste primeiro, foram os meus olhos?



UFA! Desta vez safei-me!

terça-feira, 1 de julho de 2014

Celulite

AINDA VOU A TEMPO DE COMEÇAR A BESUNTAR-ME COM CREMES (banha de cobra, baba de caracol ou afins) para ficar apresentável na praia aí mais ou menos no ano de 2079?

terça-feira, 10 de junho de 2014

Pedidos simples

Se eu pedir muuuuuuuuuiiiiiito, muuuuito, muuuuito e, POR FAVOR, amanhã pode ser outra vez 9 de Junho?


(De volta à Civilização e sim, hoje o meu homem terá legitimidade se me disser que "cheiro a água férrea"!)

sábado, 7 de junho de 2014

Gato escondido com rabo de fora

Cof, cof: Aqui há dias dei comigo a cof cof arrancar sorrateiramente 2 cabelos brancos que me apareceram, do nada, cof cof na cabeça. Calei-me que nem uma rata cof cof e escondi esse evento de tudo e todos. Hoje ia morrendo... Cof cof Não há já volta a dar... Oficialmente cof (ficando) cof velha. Irreversivelmente a caminho cof cof do mundo dos grisalhos. Cof.

Esta sou mais ou menos EU.


- E depois vim ao Google e ele animou-me um bocadinho dizendo que "uma pessoa grisalha não está ficando velha, mas mais interessante". E cof eu cof acreditei (porque só acredito naquilo cof cof que quero).
Huuuummmm... Enfim... não está tudo perdido.

NOTA: Os "cofs" são para me fazer de coitadinha e mostrar que estou doente. COF COF COF

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Mais do puto de 3 anos...

I
Estava a preparar-me, de manhã, para ir trabalhar e ele olha incrédulo para os meus chinelos doirados:
- Mãe, vais trabalhar com os pés de fora?
- Sim, filho. Não gostas?
- Gosto, mas parece que vais para a praia...

II
Ele pediu-me uma moeda para andar num carrocel...
- Filho, a mamã não pode gastar dinheiro nessas coisas, porque o dinheiro é importante para outras coisas.
- Eu sei mamã: para comprares comida, pijamas e brinquedos.

WHAT ELSE?!

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Ouvi por aí...

"Todas as manhãs quando acordo, puxo as orelhas do meu marido. Ainda que eu não saiba porque é que o faço, ele sabe, certamente, por que é que as puxo..."





(LOL)

Ai e tal: tive 10% de desconto na compra dos Bilhetes para o Panda e os Caricas...

NOT!

A Fábrica de Espectáculos anunciou e a Claudiamar gostou: 10% de desconto no pack de 3 bilhetes para o espectáculo infantil a realizar em Julho, se adquirido "já".

O histerismo...

Rumei com o meu homem à Feira de Actividades Económicas, no Pavilhão do Mar, paguei os 2 EUR de entrada, (mal olhei para as bancadas porque o objectivo era adquirir os ditos bilhetes - que, no entanto - me pareceram em maior número e mais giras do que no ano passado) e saí feliz e contente com os 3 bilhetes, não por 20 EUR, mas por (apenas) 18 EUR... IIuuuuppppiiii! Grande negócio...NOOOOTTTTTT

...  (Contudo, melhor do que falecer, como diria o outro- e acho salutar a iniciativa dos Promotores, entenda-se)...



 

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Mãe sofre!

Depois de mais de meia hora a arranjar-me para sair - escolher a roupa, esticar o cabelo e maquilhagem - pergunto ao meu mais velho (3 anos):
- Então, filho, a mamã está bonita?
Ele, prontamente:
- Estás igual...

(Preferi acabar por ali e não ser mais específica, não fosse o puto dar-me uma resposta desconcertante...)

 

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Esposa fofinha que sou

ELE, para mim:
- Este tempo está a deixar-me desconsolado. Não sei se coma um chocolate se vá estrear o carte-d'Or de caramelo que está no congelador. O que achas? Apetece-te alguma coisa?
EU:
- Bebe água.
 

domingo, 11 de maio de 2014

Decisões irrefutáveis: foi hoje

 
Sabem aquelas decisões que nós sabemos ter mesmo de tomar e, preferencialmente, não adiar mais, mas que continuamos a chutar para canto? Sabem? Eu também. Hoje, resolutamente, fi-lo! Substituí as quentinhas pantufas por havaianas. E não há cá volta a dar: a estação quente chegou à minha casa e ao meu guarda roupa (nem que eu trema como varas-verdes): pés de fora!
 
 
 
 
 

Tapar o sol com a peneira

As calças de ganga já há dias que me ficam justinhas (eufemismo para dizer "apertadíssimas, com os pneus a saltar"...) Continuo a iludir-me alegando de mim para mim que encolheram na máquina de lavar ou, ganho coragem, e vou mesmo à balança?

HELP!

 

sábado, 3 de maio de 2014

VARDASCA


VARDASCA.

Hoje acordei com vontade de dizer "vardasca". E já o disse várias vezes. E aprendi que o significado de "vardasca" não é aquele que eu achava que era. Sempre a aprender.

E, não, não tenho Síndroma de Gilles de la Tourrete.

domingo, 20 de abril de 2014

Frases (bem) feitas

"Seja realista. Acredite em milagres."

                                                                                                       ( João Guimarães Rosa )

segunda-feira, 14 de abril de 2014

THE VOICE Portugal

Sou só eu que tenho reparado e que acho HORRÍVEL que há já 3 ou 4 programas que os elementos do júri aparecem com a mesma roupa?!



 Não havia necessidade...


 

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Declarações de amor

ELE, para mim:
"Na arritmia da vida, tu és a minha taquicardia";


- A minha versão: "Na arritmia da vida, tu és o meu ritmo sinusal".

Estão, ou não estão, de génio?

Muito inspirado, este meu homem!

 

quarta-feira, 19 de março de 2014

Pecados mortais

CLÁUDIA MARÌLIA, quem te avisa, amigo é:


Isso de andar a comer 2 bolos lêvedos com queijo e doce de amora todos os dias não vai acabar bem...

 

segunda-feira, 17 de março de 2014

BENFICA ou talvez não

É a fralda,
é o chichi,
é o jantar,
é o cocó,
é o banho ao mais novo,
é o banho ao mais velho,
é a fralda,
é a birra,
é a Vila Moleza,
é a cabeçada na mesa,
é o chorinho de birra para dormir,
é a birra para não ir para a cama,
é assoar o nariz,
é o ranho pelo chão,
é...



... poxa pá...

Uma mulher não pode ver o Benfica descansada!

Fala quem sabe

Não decidas fazer arroz doce sem antes confirmares que o arroz que tens em casa é carolino. Arroz doce com arroz agulha não é arroz doce.

domingo, 16 de março de 2014

Ouço vozes...

Chamam por mim...
Já há dias que ouço:" Cláudia, Cláaaaaaudia, Cláaaauuuuuudiiiiiiiiiaaaaaaaaa..."


É ELA a avisar que os dias bons estão a chegar e que não tarda vêm as férias e as idas à praia. É ela a querer alertar-me para parar de ignorar e de fingir que está tudo bem...

A elíptica (coberta de teias de aranha e parada no sótão há mais de dois anos) chama por mim...


... mas o que ELA não sabe é que eu ligo o botão da surdez selectiva em três tempos!



(... não me deixeis cair em tentação, e livrai-nos do mal, Ámen).

sexta-feira, 14 de março de 2014

Em dia de poesia...

"Quando um homem começa a tocar-te com palavras, não está muito longe de o fazer com as mãos. (...)
As palavras são as piores coisas de sempre. Preferia que um bêbado no café te agarrasse o rabo do que teres alguém a dizer-te que 'o teu sorriso é como uma borboleta'."

domingo, 9 de março de 2014

Remédios caseiros

Já faltou mais


I wonder...

(ainda tenho um biquíni do ano passado para estrear!)



 

Fofíssimo!

"Do primeiro amor gosta-se mais, dos outros gosta-se melhor."
Antoine de Saint-Exupéry

 

A propósito de sonhos

Todas as noites, quando vou deitar o meu filho mais velho - 3 anos - desejo-lhe "sonhos felizes". Ele responde-me "para ti também, mamã", mas o outro dia surpreendeu-me acrescentando:
- "Com o que é que queres sonhar, mamã?"
Ao que lhe respondi que sonharia com um dia bonito, de sol, com um passeio num jardim de flores coloridas...
Ele:
- "Eu quero sonhar contigo, mamã!"



...


E completou:
- "Faz de conta que tu és a Estefânia!"



(A Estefânia é a personagem feminina de cabelo cor-de-rosa, de uma série de desenhos animados - A Vila Moleza. Eu pergunto: aos 3 anos, não é cedo demais para desejar ter sonhos dessa índole?!)




 

Prazeres (da carne e da mente)

 
Ora aqui está mais um post que não interessa nada, nada, nada a ninguém, mas que por ter a Sara Sampaio meio-despida, vai atrair uns quantos visitantes. Vai uma apostinha?
 
Então era só para vos dizer que a partir de hoje, de oficioso a oficial, a minha ESTAÇÃO DE RÁDIO PREFERIDA É A R 80, em 90.2 Mhz

sábado, 8 de março de 2014

O dia em que o meu filho mais novo ia engolindo uma bola de ping-pong

FOI HOJE.
PÂNICO.

Inspira.
Expira.

Repete.
Bis.

Ok, já passou!

Em dia de chuva e vento

... Em que não se tem de ir à rua, em que os putos se entretêm pelo chão (e no tablet), em que o maridão cozinha (não, não é por ser Dia Internacional da Mulher, é só mesmo porque eu não cozinho bem e ele é comilão), em que a tua loja preferida de roupa online te vem trazer a casa uma saia para lá de gira... tu agradeces a Deus e aos inventores da internet, que te possibilitam entretenimento eterno - sentada (semi-deitada) no sofá, de portátil ao colo (ainda bem que não tenho testículos para aquecer) - e vais descobrindo umas pérolas avulso...




(E acabaste de lanchar bolo de chocolate com cebola curtida. Huuummm... que mais se pode desejar?)

Descobertas: Era uma vez...


Carta (Esboço)

Lembro-me agora que tenho de marcar um
encontro contigo, num sítio em que ambos
nos possamos falar, de facto, sem que nenhuma
das ocorrências da vida venha
interferir no que temos para nos dizer. Muitas
vezes me lembrei de que esse sítio podia
ser, até, um lugar sem nada de especial,
como um canto de café, em frente de um espelho
que poderia servir de pretexto
para reflectir a alma, a impressão da tarde,
o último estertor do dia antes de nos despedirmos,
quando é preciso encontrar uma fórmula que
disfarce o que, afinal, não conseguimos dizer. É
que o amor nem sempre é uma palavra de uso,
aquela que permite a passagem à comunicação ;
mais exacta de dois seres, a não ser que nos fale,
de súbito, o sentido da despedida, e que cada um de nós
leve, consigo, o outro, deixando atrás de si o próprio
ser, como se uma troca de almas fosse possível
neste mundo. Então, é natural que voltes atrás e
me peças: «Vem comigo!», e devo dizer-te que muitas
vezes pensei em fazer isso mesmo, mas era tarde,
isto é, a porta tinha-se fechado até outro
dia, que é aquele que acaba por nunca chegar, e então
as palavras caem no vazio, como se nunca tivessem
sido pensadas. No entanto, ao escrever-te para marcar
um encontro contigo, sei que é irremediável o que temos
para dizer um ao outro: a confissão mais exacta, que
é também a mais absurda, de um sentimento; e, por
trás disso, a certeza de que o mundo há-de ser outro no dia
seguinte, como se o amor, de facto, pudesse mudar as cores
do céu, do mar, da terra, e do próprio dia em que nos vamos
encontrar, que há-de ser um dia azul, de verão, em que
o vento poderá soprar do norte, como se fosse daí
que viessem, nesta altura, as coisas mais precisas,
que são as nossas: o verde das folhas e o amarelo
das pétalas, o vermelho do sol e o branco dos muros.

Nuno Júdice, in “Poesia Reunida”

sexta-feira, 7 de março de 2014

Descobertas

Aqui há dias fiz uma descoberta. É tão bom virar a esquina e fazer descobertas... A vida não pára de surpreender!


E vocês, o que descobriram nos últimos tempos?
 

Eu e os ginásios

Todos os anos quando o Sol começa a dar um ar de sua graça, sou atacada por uma (pseudo) vontade de voltar a inscrever-me no ginásio... E durante muitos anos (ingénua, pá!) lá me inscrevi - comprava umas roupitas à maneira, recuperava os ténis e tirava-lhes o mofo e lá ia, cheia de mania, pavonear o meu corpinho gordurento (fofinho) para as máquinas e para as aulas de grupo... E todos os anos foi Sol de pouca dura. E agora, acordei com a mesma vontade, mas já não sou ingénua e... NÃO, NÃO VOLTAREI A INSCREVER-ME NO GINÁSIO!

...Não me deixeis cair em tentação.

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

AMOR

ELE para mim:
- Queres para sempre ser a base da minha pirâmide de Maslow?

(Há como dizer "não" a isso?)



I DO.
 

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Dúvida existencial

Até quando é lícito argumentar que não se está em boa forma física porque se foi mãe há pouco tempo?

(É que o puto daqui a pouco mais de um mês faz 1 ano e eu continuo a usar essa resposta...)

domingo, 26 de janeiro de 2014

O meu grau de vaidade

Acabado de sair da minha cabecinha pensadora - vulgo: córtex cerebral:

- UM HOMEM MAIS VAIDOSO DO QUE EU, DIFICILMENTE DARÁ UM BOM MARIDO.

-É ou não é de génio?
Moçoilas casadoiras, não digam que não avisei.

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

O Mundo muda...

Começamos a ver o mundo com outros olhos depois de limparmos os óculos... E tudo fica mais nítido... e é tão simples...

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Um poema (1º dia do mês, 1º dia do ano)

Sou um guardador de rebanhos.
O rebanho é os meus pensamentos
E os meus pensamentos são todos sensações.
Penso com os olhos e com os ouvidos
E com as mãos e os pés...
E com o nariz e a boca.

Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la
E comer um fruto é saber-lhe o sentido.

Por isso quando num dia de calor
Me sinto triste de gozá-lo tanto,
E me deito ao comprido na erva,
E fecho os olhos quentes,
Sinto todo o meu corpo deitado na realidade,
Sei a verdade e sou feliz.

Alberto Caeiro

Espelho meu, espelho meu (cozinha minha, cozinha minha...)

... Haverá algum armário de tupperwares mais desarrumado do que o meu?!