sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Loucuras

Já estive mais longe de fazer umas coisinhas destas:

1

2

3

4

(Vamos a ver se me aguento...)


 

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Nova Lei de Murphy (ou, melhor, minha)

 
Quando puseres um supositório no teu filho, nos 10 minutos a seguir ele fará cocó (e não interessa se tinha acabado de fazer porque fará outra vez...)

terça-feira, 28 de agosto de 2012

domingo, 26 de agosto de 2012

Pesadelo(s)

Depois de X, Y e Z, o meu maior pesadelo nos dias que correm é ISTO: o meu GR.

domingo, 19 de agosto de 2012

Coca-cola

Sabes que uma pessoa te conhece bem quando chega ao Macdonalds e sabe o menu que queres pedir e pede-te sempre coca-cola light (e só se não tem, lá vai a cola normal, mas nunca, nunca mesmo, cola zero ou água!)


(des) GOSTOS


Os nossos (meu e do meu XY) gostos cinematográficos nem sempre (quase nunca) coincidem: ele é thrillers, ficção científica, acção e eu sou toda dramas, romances, suspense... Cá em casa o acordo é: ora vejo eu, ora vês tu, ora tentamos o filme para os dois, estes, quase sempre, acabam por sair uma "seca", aquele morno que nem me agrada nem a ele, mas ainda não desistimos de o fazer (apesar de já termos tido muita vontade de sair da sala de cinema no intervalo dos ditos-cujo, e, o que nos salva, nessas ocasiões, são só mesmo as pipocas doces e salgadas ...).

Ontem a escolha era para ele (estava cansada, achava que ia aninhar-me no sofá e fazer uma soneca antes de ir para a cama, pelo que nem sequer opinei na escolha): TRANSGRESSÃO. Nicolas Cage e Nicole Kidman nos principais papéis. Fiquei presa a partir dos primeiros 10 minutos - o que é um excelente timming : já vi "grandes" filmes, galardoados com n prémios que nem em 120 minutos o conseguiram fazer... O João Pestana foi prontamente afastado. Em suma: eu gostei bastante - 8/10 - e ele 6/10.
Heeehehehehe! E, o melhor, é que da próxima vez escolho eu: TCHARAAAMMMM!!!! Toma, Amorzinho. Podes dormir que eu deixo.

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

DI LE MA

O puto adormeceu e tem as unhas tão grandes que quase parecem ser unhas de gel;
O puto não me deixa cortar-lhe as unhas quando está acordado;
Se lhe vou cortar as unhas, há um grande risco de acordá-lo;
Se o puto acorda, acabou-se o descanso;
Apetece-me descansar;
Não quero ser apelidada de mãe negligente.
Vou ou não vou?

Analisando todas estas premissas, o que faço?



sábado, 4 de agosto de 2012

ALOPÉCIA

"No hair, no lice".

                                                   Dr House


quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Momento ZEN



Conversa hoje no cabeleireiro*:

- Ele, para mim: "Há já muito tempo que não via uma pessoa tão relaxada, tranquila e centrada como a Cláudia; faz Reiki ou Yoga?"

- Eu: "Obrigada. Não, não faço nada disso; sou assim."

- Ele: "Quer dizer que é natural, sem químicos?"

- Eu: "Sim."

Foi mais ou menos esta a conversa e, mais importante, o corte de cabelo ficou bom.


(*daqueles cabeleireiros muito gay, que provam o cabelo antes de usar a tesoura, experimentam-no, penteiam e penteiam, fazem medidas, mandam-te por direita, descruzar as pernas, baixar a cabeça, rodar a cabeça, sacudir o cabelo, fechar os olhos etc, etc... mas que até percebem do assunto, apesar de todo o show off e de levarem o triplo do tempo que um não gay levaria...)

Blasfémias

Uma amiga dizia o outro dia (com alguma graça) que "antes uma doença do que um espigo no queixo" - eu insultei-a e retorqui que ela era doida e que só dizia isso porque felizmente era saudável.

Hoje entendo-a perfeitamente... Acordei assim. De quarentena. Antes uma doença do que um espigo...