sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Honey, honey




E quem foi que acabou de ligar a playstation e vai ter uma tarde de Singstar, quem foi?

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Não está fácil

Queria escrever um post antes de ir dormir. Não está fácil.
(Já escrevi)

Merrell

Finalmente comprei umas sapatilhas Merrell.
O pormenor é que não são Merrell, são Quechua. Mas isso não interessa nada.

Arco-íris em dia cinzento

I believe in pink.
I believe that laughing is the best calorie burner.
I believe in kissing, kissing a lot.
I believe in being strong when everything seems to be going wrong.
I believe that happy girls are the prettiest girls.
I believe that tomorrow is another day and I believe in miracles. 
Audrey Hepburn

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

CRAZY

Crazy
(Aerosmith)




Come here, baby.
You know you drive me up the wall
The way you make good on all the nasty tricks you pull.
Seems like we're makin' up more than we're makin' love.
And it always seems you got somethin' on your mind other than me.
Girl, you got to change your crazy ways.
You hear me?

Say you're leavin' on a seven thirty train,
And that you're headin' out to Hollywood.
Girl, you been givin' me that line so many times
It kinda gets like feelin' bad looks good. Yeah.

That kinda lovin' turns a man to a slave.
That kinda lovin' sends a man right to his grave.
I go crazy, crazy baby, I go crazy.
You turn it on, then you're gone.
Yeah, you drive me crazy, crazy, crazy for you baby.
What can I do, honey? I feel like the color blue.

You're packin' up your stuff,
And talkin' like it's tough
And tryin' to tell me that it's time to go. Yeah!
But, I know you ain't wearin' nothin' underneath that over coat.
And it's all a show. Yeah!

That kinda lovin' makes me wanna pull down the shade. Yeah!
That kinda lovin', yeah, now I'm never, never, never gonna be the same.
I go crazy, crazy baby, I go crazy.
You turn it on, then you're gone.
Yeah, you drive me crazy, crazy, crazy for you baby.
What can I do, honey? I feel like the color blue.
I'm losin' my mind, girl, cause I'm goin' cra...

I need your love. Honey, yeah!
I need your love.
Crazy, crazy, crazy for you baby,
I'm losin' my mind, girl, cause I'm goin' crazy.
Crazy, crazy, crazy for you baby.
You turn it on then, you're gone.
Yeah, you drive me...

Ooh, ooh, ooh. Ooh, ooh, ooh,
Ow, yeah, yeah, yeah, yeah, yeah.
Yeah, yeah, yeah, yeah, yeah,
Yeah, yeah, yeah, yeah.
Yeah, now baby, baby, baby, baby

Paixão

E vai daí que descobri que estou apaixonada por este rapaz...

(Não sou seguidora do programa mas, por acaso, vi ontem e hoje e... dou-me forte).

Os segredos da grafologia

Grafologia.

Tudo o que sempre quis saber e nunca teve coragem de perguntar!

sábado, 24 de dezembro de 2011

Pais negligentes?

Chamar-me-iam muitos nomes feios se eu dissesse que neste primeiro Natal do meu Baby, eu (o pai está incluído) não lhe comprei nenhum presente? Nem mesmo um par de meias...
Chamar-me-iam? Ok, então eu não digo.

É aproveitar enquanto ele não sabe falar...

Fase oral

Baby S. entrou (com 10 meses de atraso) na fase oral.
Bendita chucha.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Porque é (quase) Natal

A mais romântica cena de sempre.

LOVE ACTUALLY.

(Ok, se excluir as da Julia Roberts com o Richard...)

Não faço votos de Boas Festas


Não faço votos de Boas Festas quando olho à minha volta e, pressentindo a tristeza, não tenho coragem de a enfrentar e de ser agente de mudança;

Não faço votos de Boas Festas quando me acomodo, protegida na redoma, e aceno, com sorrisos, a quem está à chuva (e eu escondo um guarda-chuva excedentário);

Não faço votos de Boas Festas quando os faço àqueles que os fazem a mim, só porque sim;

Não faço votos de Boas Festas dando presentes, porque no ano anterior recebi, e não porque me apetece;

Não faço votos de Boas Festas quando não dou presentes a quem me apetece porque “é melhor não”;

Não faço votos de Boas Festas quando apregoo o Verde e penso no Vermelho;

Não faço votos de Boas Festas quando faço tantas coisas que faço;

Não faço votos de Boas Festas, porque, na verdade, o que é que interessa um dia (ou dois ou três) de farra e sorrisos e, a seguir, puff, nem esperamos a resposta à pergunta que fazemos, roboticamente, a todos os conhecidos: “como estás?”.


A todos, deixo os meus Votos de Boas Festas.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Debate político

Debate político


Tradução:

PASSOS COELHO:
- O Governo fará o que for preciso para evitar que a situação de crise se repita no futuro, não deixará de apostar num “entendimento muito alargado” com a oposição. Acredito que em 2013 o país “terá dobrado o cabo das tormentas”.
CAVACO SILVA:
- Tatatatatatatatatatá.

Não sou eu que o digo

Diz o Observatório de Lisboa:

"Em 2011 o Solstício ocorre no dia 22 de Dezembro às 05h30m. Este instante marca o início do Inverno no Hemisfério Norte".

E pronto, é só isso.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Consumismo

Comprei-o!

E coragem para o usar, onde se arranja?

(Oniomaníaca? Quem? Eu?)

Chamem-me de retrógrada, old fashioned, cheia de peneiras, menina-da-mamã...

Podem chamar-me de retrógrada, old fashioned, cheia de peneiras, menina-da-mamã, mas cheguei aos 31 anos com uma certeza - e acreditem que já fiz várias tentativas, incluindo com pessoas diferentes, a tentarem convencer-me - mas ninguém me convence a meter AQUILO na boca.

Não gosto, dá-me vómitos, pronto.
O que se há-de fazer? Sou assim.
Mas nunca digo "nunca".

"Vou por meu sapatinho, na janela do quintal... lalalalalaá"

A menina (eu) está muito contentinha porque já comprou as prendinhas todas que quer oferecer no Natal. E gosta de tuuuuuudo.
Logo, se não gostarem (será impossível), podem devolver, que a menina aceita de volta.

FESTAS FELIZES!


(É tão giro como nesta época - de Centros Comerciais a abarrotar de gente e coisas - as pessoas nos Parques de Estacionamento ficam tão fofinhas (civilizadas) e meiguinhas (educadas) que nos cedem, permanentemente, passagem para sairmos do estacionamento onde estamos. Porque será?!)

Melancolia




Gosto.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Segredo

Ai, meus amigos, não vos digo nem vos conto o que me aconteceu a noite passada ... E desta vez não foi nenhum sonho. Ou pesadelo.

Can you  keep a secret?

Não tenho mais desculpas

Já pûs o baby e o marido fora de casa, já tomei o pequeno-almoço, já pûs uma máquina de roupa a lavar, já tomei banho (sim, hoje era dia de tomar banho) e enfiei um trapo um tanto ou nada melhor do que o pijama (que ainda por cima não combinava). Não tenho mais desculpas... Currículo, aguenta-te!

Bom dia!

domingo, 18 de dezembro de 2011

Esta noite

Esta noite o onírico trouxe-me um homem... Não sei ao certo quanto tempo estivemos juntos, mas foi intenso, ooooh se foi... (poupo-vos aos pormenores). Só foi pena que..






calma




eu digo


foi





o




João Baião.





Daaaa??
Eu sei... se ao menos tivesse sido o George Clooney...

As 5 habilidades das pessoas emocionalmente inteligentes

Sempre achei que era sobredotada. Agora confirmo.

Viva ao Daniel Goleman!

sábado, 17 de dezembro de 2011

(Mais) coisas fúteis


O meu lápis de olhos acabou! E agora? O que faço? Ligo a dizer que já não posso ir ao jantar? AAaaaaaaaaaaaahhhhhhhh!

Primeiro estranha-se, depois entranha-se... Já dizia o outro.

O "outro" é, claro, o MÚLTIPLO, o GRANDE, FERNANDO PESSOA.

O que se estranha e depois entranha? ISSO!

Hoje acordei com POWER!

Só para vocês:

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Mitimitimitimó uma caixa para Tó

Qual é o que levo amanhã?


(Jeans e jaqueta?)

Será crónico ou mesmo mau feitio?

Será possível alguém estar com Síndrome pré-menstrual crónico?
Já começo a acreditar que é mesmo (mau) feitio.

(E, a propósito deste post, vou, pelo sim pelo não, tratar do assunto já hoje!)

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Chás

Acabei de mamar meio litro de chá "noites tranquilas". Ou vai ou racha (racha = toda a noite na casa de banho...)


(Perfeito, perfeito, era haver um chá "noites tranquilas + anti-ressono do marido")

I wonder (mas porque raio é que me deu para falar Inglês? Será das Christmas Carols?)

... quanto tempo durará uma relação se a mulher decidir NUNCA mais fazer a depilação?
I wonder...

Hard (primitive) Work 2

O resultado do dia de hoje...

(Foi isso, algum Caralivro, os blogues do costume, a pequena aventura da troca de fármacos - acho que perdi 1,7 Kg - e a 1ª Festa de Natal do Baby. Já a seguir: Anatomia de Grey).

OMG

Mais efeitos secundários a aparecer... Mas não posso DIZER porque estou numa de "politicamente correcta".
(Quando estamos doentinhos temos dispensa de trabalhar, né? Queria parecer-me...)

Intoxicação medicamentosa (in) voluntária

Duas horas volvidas da intoxicação medicamentosa involuntária, continuo aqui. NAUSEADA qb, mas a funcionar.
For those who may concern, QUILOTÓRAX é 457.8

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Consultório Sentimental (à laia do da Revista Maria - ainda existe a Maria, não?!)

Querido doutor da Revista Maria,
tenho um problema k m'atormenta há já algum tempo. Keria saber kuanto tempo depois de ter um rapaz é que as ancas voltam ao tamanho k tinham antes. E, já agora, se eu decidir ter mais (rapazes) se o aumento será exponencial, logarítmico, proporcional ou quê? Qual é o Nº maior de calças para rapariga que existe? É k já vou bem lançada e n sei onde é k isso vai parar.
Se me souberes responder a isso, agradeço.
Cumprimentos,

Kátia-Vanessa

in..

Há os que têm inSónias...
Eu tenho inCláudias (só para ser diferente). E até Março está visto que vai continuar assim.

E se eu começar a fazer uma Rádio-pirata para os notívagos?
PS - Prometo que não canto. Estamos entendidos?

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Hard (primitive) Work

Hoje portei-me muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuiiiiito bem.
Provas?


Amanhã há mais (e depois, e depois, e depois...)

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

PROCRASTINAÇÃO

Sabem quando temos coisas importantes, aborrecidas, com prazos (= CURRÍCULO) para cumprir, e não nos apetece nada, mesmo nada, fazê-las e que até o limpar a casa, arrumar o guarda-roupa (leva hífen, com o novo acordo?), o lavar loiça, o descascar batatas tornam-se tarefas apetecíveis?
Sabem?
Ah, ainda bem. Não sou a única.

Wish you were here

Hoje apaixonei-me outra vez.



Dedicada a ti ...






VALERIE - Não há SPM que resista a uma dose generosa de baba-de-camelo

"Well Sometimes I Go Out, By Myslef, And I Look Across The Water.
And I Think Of All The Things, Of What You're Doing, And I Paint A Picture.
Since I've Come Home, Well My Body's Been A Mess, And I Miss Your Tender Hair, And The Way You Like To Dress.
Oh Wont You Come On Over, Stop Making A Fool Out Of Me, Why Dont You Come On Over, Valerie.
Valerie
Valerie
Valerie
Did You Have To Go To Jail, Put Your House Out Up For Sale, Did You Get A Good Lawyer.
I Hope You Didnt Catch A Tan, I Hope You Find The Right Man, Who'll Fix It For You.
Are You Shopping Anywhere, Change The Color Of Your Hair, And Are You Busy.
Did You Have To Pay That Fine, That You Were Dodging All The Time, Are You Still Dizzy.
Well Since I Come Home, Well My Body's Been A Mess, And I Miss Your Tender Hair, And The Way You Like To Dress.
Oh Wont You Come On Over, Stop Making A Fool Out Of Me, Oh Why Dont You Come On Over, Valerie.
Valerie
Valerie
Valerie
Well Somtimes I Go Out, By Myslef, And I Look Across The Water.
And I Think Of All The Things, What You're Doing, And In My Head I Paint A Picture.
Since I've Come Home, Well My Body's Been A Mess, And I Miss Your Tender Hair, And The Way You Like To Dress.
Valerie
Valerie
Valerie
Valerie
Valerie
Valerie
Valerie
Valerie
Why Don't You Come On Over Valerie..."


(Não há síndrome pré-menstrual que resista a uma generosa dose de baba-de-camelo)

A manhã hoje rendeu (ou uma crónica de uma morte anunciada: CURRÍCULO)




A manhã hoje rendeu.
Para mim (2X) e para alguns daqueles de quem gosto.
Apesar da chuva. Apesar do ketchup ter sido mau. Apesar da azia inesperada.




Pode escrever-se "biopsia" ou "biópsia" mas o resto é assim: "alcoolemia", "septicemia", "glicemia", blá blá blá, TUDO sem acento. Got it?


Muito consegue dizer este homem só com palavras...

-AUREA durante a tarde.


domingo, 11 de dezembro de 2011

Repetitiva, eu?

Já vos disse que sou MUSICOFÍLICA assumida?
Se me quiserem ver de lágrima no canto do olho basta selecionarem uma canção do meu TOP MIL e porem-na a tocar com decibéis qb.
Já está.
Quem me empresta um lencinho?

Mal-me-quer, Bem-me-quer

SIM-NÃO-SIM-NÃo-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO
SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO-SIM-NÃO

Daltonismo

As vantagens de se ser daltónico (como eu).

sábado, 10 de dezembro de 2011

Coisas fúteis (importantes)

Acordei hoje com a franja com aquele tamanho morno - não está curta nem comprida (= horrível): não consigo usá-la esticada para a frente (fico sem olhos) e ainda não dá para afastá-la para os lados; para trás, parece uma crista (alguém me empresta o gel?).
Não quero cortar porque quero deixá-la crescer (la palice), melhor, não quero deixá-la crescer, quero que fique grande. Esperarei (até ao dia). Ou não.
Futilidades (importantes).

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Factos

Estou constipada (outra vez) e tenho visitas em casa.
É isso.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Alguém me explica?


Como é que se diz a um bebé de 10 meses que é preciso que ele me deixe lavar-lhe os
seus (4) dentinhos?

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Não sei como dizer-te

Não sei como dizer-te que a minha voz te procura
e a atenção começa a florir, quando sucede a noite
esplêndida e casta.
Não sei o que dizer, especialmente quando os teus pulsos
se enchem de um brilho precioso
e tu estremeces como um pensamento chegado. Quando
iniciado o campo, o centeio imaturo ondula tocado
pelo pressentir de um tempo distante,
e na terra crescida os homens entoam a vindima,
– eu não sei como dizer-te que cem ideias,
dentro de mim, te procuram.

Quando as folhas da melancolia arrefecem com astros
ao lado do espaço
o coração é uma semente inventada
em seu ascético escuro e em seu turbilhão de um dia,
tu arrebatas os caminhos da minha solidão
como se toda a minha casa ardesse pousada na noite.
– E então não sei o que dizer
junto à taça de pedra do teu tão jovem silêncio.
Quando as crianças acordam nas luas espantadas
que às vezes caem no meio do tempo,
– não sei como dizer-te que a pureza,
dentro de mim, te procura.

Durante a primavera inteira aprendo
os trevos, a água sobrenatural, o leve e abstracto
correr do espaço –
e penso que vou dizer algo cheio de razão,
mas quando a sombra vai cair da curva sôfrega
dos meus lábios, sinto que me falta
um girassol, uma pedra, uma ave – qualquer
coisa extraordinária.
Porque não sei como dizer-te sem milagres
que dentro de mim é o sol, o fruto,
a criança, a água, o deus, o leite, a mãe,
o amor,

que te procuram.

Herberto Helder
Poesia Toda
Assírio & Alvim, 1996

Se o meu Signo o diz...

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

ANATOMIA







Ai Derek, Derek... se eu te apanho!

Depois de um dia de EXCEL e calculadora

Quando, depois de uma noite mal dormida e um dia de excel e calculadora, não há sinapses que resistem...

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Não resisti (para aqueles que têm filhos, que os planeiam ou pensam vir a ter)

ORDEM DE NASCIMENTO DOS FILHOS
O 1.º filho é de vidro.
O 2.º é de borracha.
O 3.º é de aço.
PLANEAMENTO
O 1.º filho é, em geral, desejado.
O 2.º é planeado.
O 3.º é descuido.
A ORDEM DE NASCIMENTO DAS CRIANÇAS
1.º Filho - Os irmãos mais velhos têm álbum de fotografias completo, relato minucioso do dia que vieram ao mundo, madeixa de cabelo e dentes de leite guardados.
2.º Filho - O segundo mal consegue encontrar fotografias do primeiro aniversário.
3.º Filho - O terceiro não faz ideia das circunstâncias em que chegou à família
O que vestir
1.º Bebé - A mãe começa a usar roupas de grávidas assim que o exame dá positivo.
2.º Bebé - A mãe usa as roupas normais o máximo que puder.
3.º Bebé - As roupas para grávidas são as roupas normais da mãe, porque já deixou de ter um corpinho de sereia e passou a ter um de baleia.
Preparação para o nascimento
1.º Bebé - A mãe faz exercícios de respiração religiosamente.
2.º Bebé - A mãe não se preocupa com os exercícios de respiração - afinal lembra-se que, na última vez, eles não funcionaram.
3.º Bebé - A mãe pede para tomar a epidural no 8.º mês porque se lembra que dói muito.
O guarda-roupa
1.º Bebé - Lavam-se as roupas que oferecem ao bebé, arrumam-se de acordo com as cores e dobram-se delicadamente dentro da gaveta.
2.º Bebé - A mãe vê se as roupas estão limpas e só deita fora aquelas com manchas escuras.
3.º Bebé - Os meninos podem usar rosa, não é? Afinal o seu marido é liberal e tem certeza que o filho vai ser macho como o pai!


Preocupações
1.º Bebé - Ao menor suspiro do bebé, o pai e a mãe correm para o pegar ao colo.
2.º Bebé - Os pais pegam no bebé ao colo quando os gritos ameaçam acordar o irmão mais velho.
3.º Bebé - Os pais ensinam o mais velho a abanar o berço. 


A chupeta
1.º Bebé - Se a chupeta cair ao chão, os pais guardam-na até que possam chegar a casa e fervê-la.
2.º Bebé - Se a chupeta cair ao chão, os pais lavam-na.
3.º Bebé - Se a chupeta cair ao chão, os pais passam-na na camisa, dão uma lambidela, passam-ma de novo na camisa, desta vez para dar secar e dão-na novamente ao bebé, porque o que não mata, engorda (vitamina B, de Bicho, off course!).


Muda de fraldas
1.º Bebé - Trocam as fraldas de hora a hora, mesmo que elas estejam limpas.
2.º Bebé - Trocam as fraldas a cada duas ou três horas, se necessário.
3.º Bebé - Tentam trocar a fralda apenas quando as outras crianças começam a reclamar do mau cheiro.

Banho
1.º Bebé - A água é filtrada e fervida e a temperatura medida com o termómetro.
2.º Bebé - A água é da torneira e a temperatura é fresquinha.
3.º Bebé - É enfiado directamente debaixo do chuveiro à temperatura que vier, porque a mãe, o pai e os avós foram criados assim e ninguém morreu de frio.


Actividades
1.º Bebé - Levam o bebé às aulas de música para bebés, ao teatro, à narração de histórias, à natação, ao judo, etc.
2.º Bebé - Levam o filho à escola e vá lá...
3.º Bebé - Levam o filho ao supermercado, à padaria, à manicura...


Saídas
1.º Bebé - A primeira vez que saem sem o filho, ligam cinco vezes para casa para saber se ele está bem.
2.º Bebé - Quando estão a abrir a porta para sair, lembram-se de deixar o número de telefone à empregada.
3.º Bebé - Mandam a empregada ligar só se vir sangue. 


Em casa
1.º Bebé - Passam boa parte do dia só a olhar para o bebé.
2.º Bebé - Passam algum tempo a olhar para as crianças só para ter certeza que o mais velho não está a apertar, a morder, a beliscar, a bater, a brincar ao super-homem com o bebé, a amarrar um saco de plástico do Continente ao pescoço dele ou a atirá-lo de cima do sofá.
3.º Bebé - Passam o tempo todo a esconderem-se das crianças.


Engolir moedas
1.º Bebé - Quando o primeiro filho engole uma moeda, correm para o hospital e pedem um raio-X.
2.º Bebé - Quando o segundo filho engole uma moeda, ficam atentos até ela sair.
3.º Bebé - Quando o terceiro filho engole uma moeda, descontam na mesada dele.

Compromissos

Plagiando o ARRUMADINHO:

Homens e Mulheres da minha terra...

Descobri os culpados do recente problema nas cordas vocais da Adele (ou o Club House do Parque Urbano sucks)

Vejamos:

- Hoje foi a minha estreia no Club House do Parque Urbano. O Marido já lá tinha estado 2 vezes e hoje achou que seria simpático levar-me lá (o herpes já passou) para o almoço. E fomos.

Primeiros 7 minutos na sala de refeições sem ver vivalma;
13h15 - (só) uma mesa com 3 clientes ( e nós 2 que somos 1);
A esta hora (tão tardia) já só havia uma dose do prato do dia;
Batata frita (sem ketchup - "acabou");
Multibanco avariado (surpresa, na hora de pagar; estaria assim "só" desde a manhã);
Sem entradas (diz o Marido que das duas vezes anteriores, tinha sido um ponto a favor);
Garfos (giros) nada ergonómicos - acho que vou precisar de fisioterapia durante uma semana para me ver livre das caimbras que adquiri ao cortar o bife da vazia (e já que estou numa de mal-dizer, cheio de rilha*).

E onde é que entra a Adele no meio disso tudo?
Descobri que a miúda ficou disfónica à custa desse restaurante: a música ambiente que passou durante 1 hora foi, tão somente, nada mais nada menos, do que 2 músicas dela em modo repeet (e sabe Deus há quanto tempo estará assim...).

As melhoras para ela e para o Club House.

(Menos 20,20 Eur na carteira - sem factura)


(Rilha = gordura nojenta da carne)

- Quando é que eu começo a escrever segundo o novo Acordo Ortográfico?

A saga continua


(À tarde, com o browser desligado.
E se eu entrar em privação do facebook, do blogue, dos chats e tudo e tudo e tudo?! Quem me traz os OXAZEPAM?)

domingo, 4 de dezembro de 2011

RAPARIGA POSITIVA

Aqui está um filme (educativo) recomendado a todos os adolescentes e educadores:

ARRISQUEM!

Lido de passagem

"A nossa história tem três partes: um começo, um meio e um final. E, apesar de ser assim que todas as histórias se desenrolam, ainda me custa a crer que a nossa não tenha durado para sempre."


sábado, 3 de dezembro de 2011

Toma e arruma

O meu homem disse-me há pouco:

- "Não sei como é que ainda gostas de ver ISSO, depois de já teres visto todas as OT, Ídolos, Dá-me música, Chuva de estrelas, Portugal tem talento e outros similares. Não estás farta?"

EU:
- "Não sei como é que ainda gostas de ver ISSO depois DISTO e DAQUILO"

Agora já sabes?
Toma e arruma.

L.O.V.E. (hurts)

Amanhã

Será dia de:

E de:
E de:


E ainda:

THE END


À falta de melhor...

Crónica de António Lobo Antunes - o Almoço.


(Mas na verdade a que eu queria publicar era mesmo "A Chamada" - ver sff Revista Visão 1 a 7 de Dezembro 2011)

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011