quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Claro

Claro...
Que há dias claros;
Que há dias assim-assim;
Que há dias de cocó (que eu cá não digo "merda");
Que há começos felizes;
Que há finais infelizes;
Que há começos infelizes e finais felizes (começos infelizes e finais infelizes/ começos felizes e finais felizes);
Claro...
Claro que a contrapartida de haver o claro é haver o escuro.

Claro que sim.
Claro que não.
Claro que talvez.
Fui clara?

LIXO

Em limpezas...

A quantidade de lixo que a vida tem... (mas o inverso também é verdade!).


- Que bom que tenho os contentores da reciclagem/ e outros mesmo aqui ao lado.
Desp(ed)indo-me.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Prazos de validade: DECO e baterias

Alguém me explica o porquê das baterias de telemóvel só terem 6 meses de cobertura de garantia? Cheira-me que se eu fizesse uma cartinha para a DECO conseguiria reaver os 25 EUR que tive que pagar por uma bateria nova... cheira-me...
Acho que ainda vai haver exposição/ reclamação no Livrinho Amarelo...


 

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Etiquetas de roupas

Fundamental o aviso que vem nas etiquetas de roupa a dizer:

KEEP AWAY FROM FIRE.

Se não fosse esse aviso, eu não sei se me lembraria de tal coisa...

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Conspiração

O Universo conspira a meu favor (NOT!): praia do costume, bar da praia do costume, atendimento do costume.
Para quebrar quase 3 semanas de dieta forçada ("perdi" o cozinheiro cá de casa) - pedi um cheesebuerger com todos os apêndices da ementa e uma Kima (tenho andado a água e a chá gelado sem açúcar, claro, nos últimos tempos).
Tic tac tic tac - nada de estranho, porque ali já se sabe que é para esperar - La Palisse - e eu também não tinha pressa, a companhia era agradável, a meteorologia colaborava. Exactamente 1 hora depois de eu ter feito o meu pedido, chega-se uma (outra) empregada:
- "Já pediu?"
- Já! Há uma hora...
- Eu acho que o pedido não ficou registado...
- Quê? Estou a salivar!
- Vou confirmar...

E sim, o meu pedido não tinha ficado registado. Os banhistas já estavam a modos de ir para casa e vai daí que me fiz de rebelde e de forte e disse:
- Então deixe estar. Já não me apetece.

E bazámos para casa. E comi os restos da sopa do almoço. E estou num desconsolo. E já bebi quase 1L de água e não ajuda. E quase que cheiro o cheesebuerger daqui do meu sofá...
Snif.

Mas sei que não me devo queixar: é o Universo a conspirar a meu favor, para que a minha dieta dê certo!
Obrigada, obrigada!

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Prazeres

 
Hoje fui ao híper...
O que eu gostava, há uns vinte e tal anos, desta época: de preparar o regresso às aulas... do cheirinho das folhas dos cadernos por preencher, dos estojos novos, canetas, lápis, dos livros da Plano A, de forrar os livros com plástico (com bonecos coloridos) para não se estragarem, da mochila...
Uuuuiii, o que eu gostava... E todos os dias ia ver e rever o material, folhear os livros, imaginar o horário preenchido, a turma nova, os professores, aventurar-me a começar a resolver exercícios...
Tão bom...
Hoje a ida ao híper foi diferente.

Trancas na porta

Ao tentar sair de casa, percebo que o meu homem me deixou trancada a sete chaves... Não, não é com medo do ladrão ou com medo que eu fuja...é só mesmo porque se tornou um hábito cá em casa, trancar tudo à chave, desde que o nosso Tamagochi de 30 meses chega aos puxadores... Tsss... Vivendo e aprendendo! (Não vá o miúdo resolver dar uma escapadinha e qualquer dia eu começar a ser chamada de avó...)

DescomplicómetroS

S
ES
MES
AMES
GAMES
GAME
GAM
GA
G

(Para a DESCOMPLICÓMETRO me continuar a rogar pragas fofinhas!)

 

Histerismo matinal

Só porque me apetece (e porque o meu Budinha gosta de ver-me e ouvir aos gritos - oops - nos agudos bem afinados -) aqui vai a canção do pós sessão de cócegas matinal...

EnJOY!



(Se poderia ter escolhido outra versão, poderia, mas não seria a mesma coisa.)

terça-feira, 20 de agosto de 2013

S

S
SO
SOB
SOBR
SOBRA
SOBRAN
SOBRANC
SOBRANCE
SOBRANCEL
SOBRANCELH
SOBRANCELHA
SOBRANCELHAS.

Sobrancelhas... palavra esquisita.

Adalgur-N

OBRIGADA Adalgur-N!

 

TORCICOLO

Hoje acordei com um torcicolo.
E pronto. É só isso que me apraz dizer.

Cá se vai andando (com a cabeça entre as orelhas)

Como canta o OUTRO! É um Artista, este senhor!

Hoje fui aos vinis e os meus vizinhos ouviram:
- Sérgio Godinho, Fafá de Belém, Bon Jovi, Bryan Adams, Celine Dion, W. Houston, Pink Floyd, REM, GNR, Xutos, Carlos Paião... Grande mix.

Quem lhes manda estar em casa a horas em que deveriam estar a trabalhar?



O Coro Das Velhas    
        
Ia eu pelo concelho de Caminha
quando vi sentada ao sol uma velhinha
curioso, uma conversa entabulei
como se diz nuns romances que eu cá sei

Chamo-me Adozinha, disse, e tenho já
os meus 84 anos, feitos há
mês e meio, se a memória não me falha
mas inda vou durar uns anos, Deus me valha

Com esta da austeridade, meu senhor
nem sequer da para ir desta pra melhor
os funerais estão por um preço do outro mundo
dá pra desistir de ser um moribundo

Rabugenta, eu? Não senhor
eu hei-de ir desta pra melhor
mas falo pelos que cá deixo
não é por mim que eu me queixo

Ó Felisbela, ó Felismina
ó Adelaide, ó Amelinha
ó Maria Berta, ó Zulmirinha
vamos cantar o coro das velhas?

Cá se vai andando
c'o a cabeça entre as orelhas

Não sei ler nem escrever mas não me ralo
alguns há que até a caneta lhes faz calo
é só assinar despachos e decretos
p'ra nos dar a ler a nós, analfabetos

E saúde, eu tenho p'ra dar e vender
não preciso de um ministro para ter
tudo o que ele anda a ver se me pode dar
pode ir ele p'ro hospital em meu lugar

E quanto a apertar cinto, sinto muito
Filosofem os que sabem lá do assunto
Mas com esta cinturinha tão delgada
Inda posso ser de muitos namorada

Rabugenta, eu? Não senhor
eu hei-de ir desta pra melhor
mas falo pelos que cá deixo
não é por mim que eu me queixo

Ó Felisbela, ó Felismina
ó Adelaide, ó Amelinha
ó Maria Berta, ó Zulmirinha
vamos cantar o coro das velhas?

Cá se vai andando
c'o a cabeça entre as orelhas

E se a morte mafarrica, mesmo assim
me apartar das outras velhas, logo a mim
digo ao diabo, não te temo, ó camafeu
conheci piores infernos do que o teu

Rabugenta, eu? Não senhor
eu hei-de ir desta pra melhor
mas falo pelos que cá deixo
não é por mim que eu me queixo

Ó Felisbela, ó Felismina
ó Adelaide, ó Amelinha
ó Maria Berta, ó Zulmirinha
vamos cantar o coro das velhas?


(Sérgio Godinho)

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Abrir portas

Nós somos casas muito grandes, muito compridas. É como se morássemos apenas num quarto ou dois. Às vezes, por medo ou cegueira, não abrimos as nossas portas.

                                                                                               António Lobo Antunes


 

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Crianças e protector solar

Uma boa bodega é o que é - e pachorra para ficar com as roupas deles sempre manchadas? C'um caneco. Pior que isso só mesmo retirar o gelinho.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

PROCURA-SE (e não se encontram!)

ISTO. 24.
Para entrega imediata. Gratifica-se.
 

Coisas sérias

"Há ocasiões em que os sentimentos valem como argumentos."

                                    Miguel Torga

Casa de malucos?

Dás por ti a pensar se não vives numa casa de malucos quando começa a ser hábito falares em inglês  ou mesmo em francês com o teu parceiro, porque o puto de 30 meses já entrou na idade dos porquês e parece um papagaio (a repetir tudo o que ouve) e a privacidade (os cerca de 9% que não publico no facebook) já começa a ser violada...e não queres que ele ouça/ questione determinadas coisas... E no fim levas com o puto a olhar para ti com ar enfurecido/ desconfiado a dizer-te: "Mamã, não fala!" ...

(Criança sofre!)

domingo, 11 de agosto de 2013

Torradeiras (pergunta estúpida)

Pergunta estúpida (ou talvez não):

- Porque é que as torradeiras têm 5 intensidades de torrar e a partir da 2,5 as torradas saem queimadas?

 

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Campeonato de poesia

A propósito disto: ESTÁ FEITO.

(Ou tudo ou nada!)

- Muita ferrugem, por estes meus lados. Estas 8 semanas prevêem-se desafiadoras!

Ontem, no PEDIATRA

 
Ontem foi dia da consulta dos 4 meses.
Como sempre, vamos tipo família cigana - os 4. Foi feita a consulta, sem grandes atribulações, e, entre sorrisos, discutiu-se principalmente a introdução dos alimentos (o meu baby já vai começar a comer sopa e fruta - tão pequenino - ainda ontem dava-me pontapés dentro da barriga e antes de ontem era só um traço a mais no teste de gravidez!). Finda esta etapa, quando o S., o mais velho de 30 meses, se apercebe que estávamos nas despedidas, olha para a Dra. P. e pergunta:
 
- "E eu?"
Automaticamente eu e o pai retorquimos:
- "A consulta é do F., filho, hoje não é para ti".
Ao que ele responde:
- "Eu estou doente!"
Dra. P.:
- "O que é que tens, S.?"
- "Tenho tosse".
 
 
E desatou a fingir um acesso de tosse...
 
(E a Dra. P., na sua pachorra, lá lhe pôs o estetoscópio ao peito).

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Facebookofilia

Acordei às 11h e só liguei o computador às 13h34.
Já posso considerar início do desmame?



(OOOpppssss... acho que não vale: no 1º acordar das 8h para tratar do puto, fui ao tablet... O dia ZERO ainda não é hoje).

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Primeira tentativa



Há anos que não escrevo poesia.
Espero que até hoje.
Primeira tentativa - com a única regra de um máximo de 25 versos.
Quanto ao resto: VALE TUDO.

Nota de Rodapé

NEM TUDO O QUE ESCREVO NESTE BLOGUE É MENTIRA.

 

Mulher "Piroposável"

Ao que parece, a avaliar por hoje, voltei aos meus tempos áureos de jovem piroposável! Era vê-los (aos homens e às mulheres) a olhar-me de cima a baixo e certamente a pensar: "que sex bomb"; viravam a cabeça, balbuciavam, faziam aquele olhar de "pô, é mesmo gira" (homens) e "pô, grande vaca" (mulheres)... Senti-me novamente com 16 anos!


(E sim, não vou acabar dando a volta ao texto dizendo uma coisa qualquer inesperada que não a que parece - não, é mesmo isso que quis dizer: a conjugação de estar loira, de unha vermelha e com um "bronze de 10 dias no Brasil" - deu nisso: voltei a ser uma pessoa PIROPOSÁVEL)...

 


PS: o vestidinho preto justo também ajudou; os sorrisinhos do meu baby mais novo também ajudaram.
 
 (POR DENTRO CONTINUO BRANCA; O VERNIZ SAI FACILMENTE COM ACETONA E O LOURO É FALSO. NÃO QUERO ENGANAR NINGUÉM)

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Dietas

Parece que sou obrigada a começar uma dieta... Ooppss... parece que já a comecei há 2 dias.

(Eu não queria nada, mas se o homem da casa faz, eu não tenho alternativa. Pois que se inicie a contagem - decrescente, de preferência!)




Vou só ali ao frigorífico comer mais uns brigadeiros, que já começo a ter um "ratinho".

sábado, 3 de agosto de 2013

Sitemeter

O SITEMETER deste blogue está doente (amnésico?) ou então é um complô do universo para deixar-me deprimida... Eu bem sei que estou a anos-luz da Pipoca mais doce, da Quadripolaridades, da Chá verde, da Correndo o Mundo de Saltos (e tudo e tudo e tudo)... mas há vários dias a dizer-me que (SÓ) tenho 20 visitas diárias, é de achar que estamos no 1 de Abril ou então é ir à Fluoxetina e pronto -  talvez assim até recupere mais depressa o peso pré-gravidez  - quem sabe? É que uma pessoa não é de ferro...

A história repete-se...



O meu BUDINHA...

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Publicidade negativa à Boutique dos Relógios do Centro C. Parque Atlântico

Troquei o Centro Comercial do costume pela baixa da cidade...

Vantagem major do dia:

- Paguei menos 1 euro (em vez de 4 EUR, paguei 3) para substituir uma pilha de relógio;  e recebi simpatia. Muito bom. A repetir.

Corolário: tenho andado a pagar 1 euro a mais por antipatia na Boutique dos Relógios... (atenção que o "pequeno" que lá trabalha é excepção à regra).

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Nicholas Sparks, Saramago, Pessoa e Liliane Marise

O título era só mesmo para chamar a atenção... Porque a preguiça para escrever abunda por estes meus lados, fica aqui mais um desafio cumprido, lançado à laia de brincadeira, pelo Bruno...

"Uma Paixão de Verão"


Será lançado em Portugal Continental e Ilhas, já na próxima semana, o mais recente livro de Nicholas Sparks; depois da Trilogia: “Uma paixão de Inverno”, “Uma paixão de Primavera” e “Uma paixão de Outono” – eis que o afamado autor nos aparece com um novo livro que, a avaliar pela crítica inicial, virá surpreender tudo e todos: “Uma paixão de Verão”- um nome a não esquecer.

Sparks surpreende com a inovação e criatividade e certamente não só não desiludirá os leitores habituais, como conseguirá captar inclusive novo público com esta nova obra. “Uma paixão de Verão” promete ser um livro quente, de aroma floral, com cenas de sexo descritas da forma como só o autor consegue, dissimuladas por amor e musicalidade zen à mistura. Quando questionado, Sparks adianta que o livro é adequado a todas as faixas etárias – diz que “tudo depende da interpretação de cada um” e descansa os pais dos adolescentes, afirmando que “não recorre a qualquer tipo de linguagem obscena”. José Saramago e o próprio Eça de Queiroz já o leram (aliás, este último tem um testemunho na capa, entre outros escritores de renome como Carolina Salgado, Fernanda Serrano e Liliane Marise) e já há quem diga que António Lobo Antunes e Fernando Pessoa já fizeram a reserva de um exemplar na Livraria Bertrand do Parque Atlântico.

Se não sabe que prenda oferecer aos amigos, não precisa de procurar mais: faça já a reserva numa livraria perto de si. São quase quinhentas páginas de romance, salpicadas de sal e sol. A primeira edição do livro vem acompanhada com um Kit de oferta: óculos, protector solar, toalha de praia e balde, pá e ancinho do Noddy para as suas crianças. É o livro mais esperado deste Verão, mas sobre este tema, o autor não quis revelar mais pormenores. Para os seus fãs acérrimos, adiantamos que uma fonte habitual da nossa redacção sabe que ele está embalado numa nova criação literária a lançar próximo do Natal: já há quem adiante que o título da nova obra será um de entre duas opções: “Uma paixão de Natal” vs. “Um amor de Natal” – fica a dúvida durante mais alguns meses…

A prenda ideal para si e para aqueles de quem gosta: “Uma paixão de Verão” – não se deixe ficar de fora!

(ACABOU. Pronto, eu sei que não tem piada nenhuma. Admito que foi só mesmo para encher chouriços, mas enfim...)

Espelho meu, espelho meu (cozinha minha, cozinha minha...)

... Haverá algum armário de tupperwares mais desarrumado do que o meu?!