segunda-feira, 29 de março de 2010

Esta sou eu


...Esta sou eu se continuar neste sedentarismo e nada fizer para mudar de vida até chegarem os meses quentinhos do Verão...
(Que tal inventarem a moda dos biquinis-calça-tapa-rabo-celulítico, heim?!)

Brincos e afins

Em menos de 2H de fim-de-tarde, num acto compulsivo, gastei 48 euros em brincos e afins.
Amanhã começará o desfile das novidades, pela passerele do SU...

(Huumm, mas fui lá com boa intenção - comprar a prenda de aniversário da minha avó; mas não me inspirei, que chatice; tenho de lá voltar e até pode ser que dê uma espreitadela às roupinhas da nova Estação; hehehehe!)

sábado, 27 de março de 2010

Vou fazer arroz doce na Bimby


Dia de chuva. Não acreditam? Juro a pés juntos, palavra de honra, que hoje chove nos Açores. Tão verdade quanto o facto do meu maridinho hoje ter ficado à espera, sentado num salão de cabeleireiro de senhoras, enquanto eu me penteava, durante uma hora! Podia ser pior... Imaginem se eu decidia que afinal também queria fazer o buço, a depilação das pernas, uma limpeza facial e arranjar as unhas? Sou uma esposa muito meiguinha para o meu homem. Ele devia oferecer-me um ramo de flores dia sim dia não.
Vou fazer arroz doce na Bimby.

quarta-feira, 24 de março de 2010

Mènage à trois?! Oooppss - à quatre!

Isto de Mènage à quatre 3 noites seguidas não dá saúde a ninguém.
As minhas olheiras comprovam-no. O Tozé e a Maya hoje não dormem connosco.


(PS - para os mais esquecidos, o Tozé e a Maya são os meus gatos).

domingo, 21 de março de 2010

Champanhe ao pequeno-almoço


Champanhe ao pequeno-almoço não é muito boa ideia. Nem nos dias de Festa.
E
N
J
O
A
D
A

(Champanhe + 1h30 m de viagem Nordeste- Ponta Delgada).

quinta-feira, 18 de março de 2010

Num dia de optimismo


Não acredito nisso.

Num dia de pessimismo...


"HAPPY ENDINGS: are truly just endings that haven't really ended."

(Ideia original de: http://telmonunes.blogspot.com/)

terça-feira, 16 de março de 2010

Modernices


What if...


E se eu de repente atirasse tudo ao ar, rasgasse o diploma, pedisse a minha demissão e decidisse dedicar-me à Escrita Criativa?
Não era a mesma coisa.
PS - serve este post para todos aqueles que faltaram à aula da 3ª classe, onde se aprende que não é "atira-se, rasga-se, pedi-se, decidi-se" quando se quer dizer o que eu disse.
Rasga-se o diploma, quando já não se precisa dele e atira-se o puto ao ar, quando o Benfica marca golo.

A Pipoca mais doce


Ah, ah, ah, ah, ah!!!!
EU TINHA A VIDA FEITA SE PLAGIASSE A PIPOCA aqui neste meu bloguezinho!
Acho difícil, mas se há alguém à face da Terra que ainda não conhece a P., não deixe de lá ir, a sério. Ela não é minha amiga, não é minha inimiga (nem me conhece!), não temos um contrato, mas acho que merece ser lida pela Humanidade! A sério, é de rir e chorar por mais!
Fica a minha pública homenagem, Pipoca! (Pelo menos dou-te a conhecer aos meus cerca de 50 leitores diários ... Há jornais com menos leitores...)
KISS (ou muito me engano ou só por ter um post com este título, as minhas visitas vão subir uns quantos degrauzinhos; há que fazer pela vida).

segunda-feira, 15 de março de 2010

Chocolates


É o 3º dia consecutivo que me enfardo (um de cada vez) com chocolates ao serão. A minha pele não engana.
Há qualquer conflito interno aqui por resolver - diz o meu psiquiatra.
Eu cá acho que é mesmo só gula. Mas ele lá sabe.

domingo, 14 de março de 2010

Continuar uma história

"Era a primeira foto de muitas. Mal sabia a mulher que, mais tarde, seriam usadas em tribunal, como prova de um crime. O movimento da rua continuava, típico de uma Quinta-feira. Estrangeiros e residentes cruzavam-se sem se olharem. Eu também lá estava. Gostava de caminhar no passeio, encostada à parede e, dessa forma, conseguia ter um ângulo que me permitia observar todos, sem dar muito nas vistas."

sábado, 13 de março de 2010

Começar uma história

Vou começar uma história. Pode-se começar uma história de muitas maneiras - uma história de gente, de nada, uma história de alegria, de sombras ou de mistério. O início é só o início, de inícios não se fazem histórias.

" Parecia Inverno, aquele dia. Estávamos em pleno Julho, mas todos os acontecimentos recentes, eufemizados pelos media, fizeram com que parecesse uma tarde chuvosa de Inverno. Não estava frio, contudo, os personagens pareciam petrificados, tais bonecos Brancos a pedir na Rua Augusta. Tudo começou com um flash de uma fotografia tirada por uma mulher (arrisco que seria amadora) que aparentava 30 e poucos anos..."

E assim se começa uma história. Seria giro que a continuassem... Se eu tivesse a fama da Pipoca-mais-doce ou mesmo da Mini-saia, de certeza que isto arrancava... Como sou só o micro-macro, talvez a complete, eu mesma, um dia...

A cidade (toda dorme)

A Cidade toda dorme e não sabe que lá fora chove.
Eu recebo as insónias, as angústias, as tristezas, os corações rasgados e espero ansiosamente que se abram as grades para poder sair. A contagem decrescente começou e já cheiro os raios de sol prestes a surgir no céu, para já, carregado de nuvens e de pesadelos. O bom tempo virá. A Cidade vai acordar e eu... vou dormir.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Entreter os filhos (dos outros)

Para 10 minutos de babysitting.
Preparados?
AQUI VAI. (Ora imaginem o refrão cantado por criancinhas adoráveis - Aram sam sam goligoligoli am sam sam).

A formiga no carreiro




É o que me apetece dar-vos hoje. Aposto que não conheciam. (Os blogs também servem para isso, conhecer novas coisas e com a vantagem de que, se, apesar de não conhecerem, não quiserem conhecer, não têm de abrir - CLOSE).

A formiga no carreiro
Vinha em sentido contrário
Caiu ao Tejo
Ao pé dum septuagenário
Larpou trepou às tábuas
Que flutuavam nas àguas
E de cima duma delas
Virou-se prò formigueiro
Mudem de rumo
Já lá vem outro carreiro

A formiga no carreiro
Vinha em sentido diferente
Caiu à rua
No meio de toda a gente
Buliu buliu abriu as gâmbias
Para trepar às varandas
E de cima duma delas
Virou-se prò formigueiro
Mudem de rumo
Já lá vem outro carreiro
A formiga no carreiro
Andava a roda da vida
Caiu em cima
Duma espinhela caída
Furou furou à brava
Numa cova que ali estava
E de cima duma delas
Virou-se prò formigueiro
Mudem de rumo
Já lá vem outro carreiro

quarta-feira, 10 de março de 2010

Comunicar (não) é fácil

Têm de ler esta! Já não ria assim a propósito de um texto há algum tempo. (Perdoem o brasileiro - se bem que com o acordo ortográfico, até posso considerar isto já super-actualizado - e o outlook a tender para o horrorosinho...). Divirtam-se.

terça-feira, 9 de março de 2010

Fotógrafo


O fotógrafo da FotoM acabou por não nos oferecer o CD com as fotos do marriage. Está mal. A técnica de markting dele mais correcta seria oferecer (gastei 189 Eur) e assim sim, pensaríamos em contratá-lo para o eventual evento de branco. Agora é que não, nem pensar, nem que fosse o melhor fotógrafo à face da terra. Não ofereces aos meninos, ai é assim? Então, adeus. Fica com elas para recordação. (E se alguém me vier dizer que viu as minhas fotos expostas numa lojeca de centro da cidade, podes começar já por contratar o advogado que eu arranjo 3 em dois tempos. Não digas que não avisei. Eu faço-te a folha.)

Escabiose

Estou há um bom par de horas a lutar contra um duríssimo ataque de sarna.
Quem me salva?

domingo, 7 de março de 2010

Apoio à Consulta


Associação Portuguesa de Médicos de Medicina Geral e Familiar

Check-up ERECÇÃO (é mesmo sério; não foi retirado da "Maria").

Areias na Bimby -o fiasco

Fiasco na Bimby.
Sou uma infeliz. As "areias" sairam mais uma espécie de cimento...
Mesmo assim, quem quiser provar, apareça. No sítio do costume. Amanhã passam a sobremesa para o cão.

quarta-feira, 3 de março de 2010

Bimbólica assumida

Plagiando o meu mano Roby, "Olá, eu sou a Claudiamar e sou Bimbólica. Já não bimbo há 10 minutos". A última vez foram papas de maizena; não consegui resistir:
-50 g Farinha M
- 100 g açúcar
- 500 mL leite
- casca de limão
12 minutos a vel 2,5, temp 90º
Por fim, canela. "
Não resisti à tentação. E vocês, como se têm aguentado?
HUUUUUUUUUUUUMMMMMMMMMMMMMMMMMM

Nordeste - não são só desgraças

Consegui contactar com a Estalagem dos Clérigos.
72Eur - o melhor que se pode arranjar, sra... Não vale a pena citar o Eng. da Novabase Atlântico que o desconto (de 2 euros!!! - qual 10, 15 ou 20% - 2 euros!) é só para reservas feitas pela Empresa e em trabalho. Um dia de lazer não merece desconto, já vão ter beleza natural que chegue. São só 2 euros - um café e um pacote de açúcar...
Consegui, após muito esforço e coordenação, lá estaremos: De 19 para 20.