sábado, 21 de abril de 2012

Aventura (NOT) na Primark

Andava eu toda contentinha a escolher prendinhas (pechinchas maravilhosas) para moi-même e para ir ofertando ao povo (estive mais de uma hora nisso, o equivalente a 2 sacos cheios) quando, por alguns instantes, poiso os sacos num cantinho, para ir fazer a última selecção antes de me dirigir à Caixa. Ia panicando quando me apercebi que os meus queridos saquinhos (sacões) já não estavam onde os tinha deixado... Pensei cá comigo: "Claudinha, no stress, estás na Capital, o atendimento é outro... algum empregado deve ter levado as compras para a Caixa..."
E lá fui feliz e contente, com as mãos cheias com mais 4 ou 5 pechinchas-lindas. Na Caixa: "Sacos? Não! Os colaboradores recolhem os sacos que vêem "abandonados" na Loja e são logo desfeitos nos provadores". Eu: "Quêeeeeeeeeee!!!??? Quase duas horas de busca meticulosa e selecção do melhor que há por água-abaixo?!! Ahhhhhhhh!!!" E fui, feita louca, em corrida, esbaforida, até aos provadores, tentar salvar o que me pertencia... Infrutífero esforço. Já tinham sido desfeitos e eu não tinha permissão para entrar no quarto e tentar procurar as minhas coisinhas... Só não morri porque não calhou... (E fingir um desmaio não dava muito jeito naquela altura).

Corolário: LIVRO AMARELO + Mini-ronda para levar só mesmo o indispensável - que nem um saco encheu: as sabrinas, a roupa para o puto, as calças do pai e a prenda para o V... Ai, que tristeza. Valha-me Deus.

Senhores da PRIMARK - quando virem sacos "abandonados" no chão, não os levem, sff (pelo menos até a Loja fechar): é que nos Açores não te temos, e a menina gosta de umas coisinhas novas lá de vez em quando...

2 comentários:

  1. Olhe menina, eu nem na Zara largo assim UMA peça que pretendo levar, quanto mais na feira ou na Primark (que é o mesmo, para o caso).
    Aqui tudo tem garras e caninos afiados, regime militar para clientes e funcionários. Ah pois.

    ResponderEliminar

O que se diz por aí...