sábado, 19 de maio de 2012

Suporte avançado de vida (e um pretexto para um biquini novo)

E depois de ter matado (é "matado" ou "morto", Carlinha?) alguns manequins e salvo (salvado?!) outros tantos (era vê-los a fibrilhar - fibriLar, como diria o meu antigo chefinho - , bradicardizar, assistolizar, taquicardizar) aproveitei a campanha da Calzedonia e ofereci-lhes o horror de biquini que comprei há 2 anos enquanto estava grávida, e recebi um 5 euritos mais baratucho, escolhido a dedo. Lindo, lindo, lindo que só ele.

PS - Amanhã volto ao shopping porque esqueci-me de comprar também o corpinho da Gisele Bundchen. Espero que tenha desconto.


PS2 - O meu homem diz que tem um blogue. Eu não sei de nada. http://pi-ro-net.blogspot.pt/

1 comentário:

  1. É "matado", minha querida. Para mal dos meus pecados. :( É a maldita questão dos particípios regulares e irregulares que sempre me fez comichão. Tem a ver com o uso das expressões "ter/haver" e "ser". Portanto, "ter matado"/"ser morto". Há um raio de uma tabela pela qual nos podemos seguir, mas digo-te desde já que não tem tarelo nenhum pois soa muuuuito mal. :(
    A tabela: http://xiripity.wordpress.com/2007/09/30/ter-morto-ou-ter-matado-verbos-com-duplo-participio/

    ResponderEliminar

O que se diz por aí...